Como é o tratamento da insônia com Acupuntura

Atualizado: Out 14


Imagem: Samuel Ribeyron


A insônia é um dos problemas mais comuns que levam as pessoas aos consultórios médicos. A capacidade de pegar no sono na hora que queremos e de mantê-lo sem despertares excessivos é frágil e influenciada por múltiplos fatores, cuja identificação é base para qualquer tratamento de insônia. Assim, é necessário primeiro eliminar ou diminuir condições que estejam atrapalhando o sono, incluindo possíveis doenças. Se não houver melhora, parte-se então para o tratamento específico da insônia, que envolve técnicas de higiene do sono, acompanhamento psicológico e, em alguns casos, uso de medicação. Mesmo assim, alguns pacientes respondem apenas parcialmente e podem se beneficiar de abordagens complementares, incluindo a Acupuntura.


Alguns estudos mostram resultados conflitantes sobre os benefícios da Acupuntura na insônia. Uma revisão da Cochrane (já falamos da Cochrane neste post) viu que a Acupuntura combinada a outros tratamentos pode aumentar a quantidade de pessoas com melhora da qualidade do sono, em comparação a esses tratamentos isoladamente. Além disso, viu-se que o número de pessoas com melhora do sono foi maior naquelas submetidas a Acupressão (técnica em que se pressionam manualmente os pontos de Acupuntura, sem utilizar agulhas) do que nas que não fizeram nenhum tratamento ou que receberam a “falsa Acupressão” (em que o estímulo ocorre fora dos pontos tradicionais de Acupuntura). No entanto, ainda são necessários mais estudos para se estabelecer definitivamente a eficácia da Acupuntura e técnicas relacionadas na insônia.


O tratamento da insônia com a Acupuntura difere daquele orientado pelo modelo médico ocidental porque, na essência, a Medicina Tradicional Chinesa entende que é o Coração o principal envolvido nesse quadro, e não o cérebro em si. Antes de aprofundarmos no assunto, note que grafei Coração com inicial maiúscula em referência ao sistema funcional descrito pela Medicina Tradicional Chinesa, diferente do órgão anatômico coração e com participação não só no sistema cardiovascular, mas também no controle da mente e da consciência (entre outras funções). Sendo assim, tratar a insônia através da Acupuntura envolve tratar o Coração, além de intervir no padrão de desarmonia relacionado com a alteração do sono.


Esse entendimento implica numa orientação curiosa da Medicina Tradicional Chinesa: procurar dormir sempre sobre o lado direito. Nessa posição, o coração fica mais alto e funciona melhor, e o sangue pode circular livremente. Uma exceção é o caso das gestantes, que devem deitar-se sobre o lado esquerdo para evitar a compressão da veia cava (o que pode produzir sensação de falta de ar, sudorese fria e enjoo).


Outra implicação é a possibilidade de se pressionar o ponto conhecido como Coração 7, localizado no punho, para produzir um efeito de longo prazo sobre o sono. Um médico Acupunturiatra (especialista em Acupuntura) pode ensinar a localização desse ponto e como pressioná-lo, de forma semelhante ao que se faz em Acupressão.


Um dos conceitos centrais em Acupuntura é o Yin/Yang, opostos complementares que descrevem todas as coisas na natureza. Yin tem relação com a noite, e Yang, com a luz do dia. Assim, “quando o Yang está em excesso, os olhos ficam abertos; quando o Yin está em excesso, os olhos se fecham”, de acordo com O Clássico do Imperador Amarelo (um dos textos fundamentais da Medicina Tradicional Chinesa). Ainda segundo esse texto, "o Yin e o Yang dos Meridianos do Calcanhar se interconectam [...] e se cruzam no canto dos olhos”. Por essa razão, no tratamento da insônia com Acupuntura, usamos também pontos dos Meridianos do Calcanhar, que se cruzam no canto dos olhos e controlam sua abertura e fechamento.


Em geral, os pacientes relatam que dormem melhor por algumas noites após um tratamento com Acupuntura. Os pontos a serem agulhados frequentemente incluem a região do escalpo (couro cabeludo). Eles supostamente produzem relaxamento, tanto mental como físico, reduzem a ansiedade e acalmam a mente, melhorando o sono. É possível que isso ocorra por efeito placebo (isto é, uma melhora devida apenas à crença de que se está sendo tratado, mesmo que o tratamento em si seja inativo), mas essas respostas são encontradas até em animais selvagens. Para muitos pacientes com dor crônica – importante causa de alteração do sono –, a Acupuntura de fato traz um efeito calmante sobre o estresse que é tão comum em seu dia a dia.


As sessões de Acupuntura para insônia podem ser feitas até duas vezes na semana. Em casos crônicos, podem ser necessários vários meses de tratamento. Ajustes alimentares são importantes, como evitar estimulantes, bebidas alcoólicas ou alimentos Yang à noite – como a pimenta e o gengibre (como dito, o Yang tem relação com a luz do dia). Também é fundamental não esquecer da higiene do sono, do tratamento psicoterápico e, se indicado, das medicações.

9 visualizações

© 2020 por Rafael Resende