Posso beber tomando um antidepressivo?

Atualizado: Jan 21


A pergunta do título é bastante comum, e a melhor resposta é que de fato se deve evitar a combinação de antidepressivos e álcool. Ela pode piorar os sintomas de um transtorno depressivo ou ansioso (as duas principais indicações para o uso de antidepressivos). Ao misturar os dois:


Você pode se sentir mais deprimido ou ansioso. Beber pode neutralizar os benefícios da medicação antidepressiva, tornando os sintomas mais difíceis de tratar. O álcool pode parecer melhorar o humor a curto prazo, mas seu efeito geral na verdade piora os sintomas de depressão e ansiedade.


Os efeitos colaterais podem ser piores se você também tomar outros medicamentos. Muitos medicamentos podem causar problemas quando tomados com o álcool, incluindo os ansiolíticos, os chamados “remédios para dormir” (como o clonazepam – Rivotril – e o diazepam, que também têm efeitos ansiolíticos) e alguns analgésicos. Os efeitos colaterais podem piorar se você beber e tomar um desses medicamentos junto com um antidepressivo.


Você pode correr o risco de uma reação perigosa se tomar IMAO. Quando combinados com certos tipos de alimentos e bebidas alcoólicas, os antidepressivos de uma classe específica, chamada de inibidores da monoamina oxidase (IMAO, como a tranilcipromina – Parnate – e a moclobemida – Aurorix), podem causar um aumento perigoso da pressão arterial. Se você toma um IMAO, certifique-se de saber o que é seguro comer e beber e quais bebidas alcoólicas podem causar uma reação.


Seu pensamento, raciocínio e atenção podem ser prejudicados. A combinação de antidepressivos e álcool prejudicará seu julgamento, coordenação motora e tempo de reação ainda mais do que a ingestão apenas de álcool. Algumas combinações também podem causar sonolência. Tudo isso pode prejudicar sua capacidade de dirigir ou realizar outras tarefas que exijam foco e atenção.


Você pode ficar sedado ou sentir sono. Alguns antidepressivos causam sedação e sonolência, assim como o álcool. Quando tomados em conjunto, o efeito pode se intensificar.


Evite parar de tomar um antidepressivo ou outro medicamento apenas para beber. A maioria dos antidepressivos requer a administração regular de uma dose diária para manter uma concentração estável no sangue e funcionar como planejado. Parar e iniciar a medicação pode piorar os sintomas de ansiedade e depressão.


Embora seja geralmente melhor não beber nada se estiver deprimido, converse a respeito com o Psiquiatra ou profissional da saúde de sua confiança. Dependendo do caso, pode ser possível o uso de quantidades controladas de álcool de vez em quando. Ao mesmo tempo, devemos lembrar que quem tem depressão:


Pode estar em risco de abuso de álcool. Pessoas com depressão têm risco aumentado de abuso e dependência de álcool e outras drogas. Se você tem problemas para controlar o uso de álcool, pode precisar de tratamento específico para que a depressão melhore.


Pode ter problemas para dormir. Algumas pessoas deprimidas têm dificuldade para dormir. Usar álcool pode até fazer com que você durma mais rápido, mas acaba alterando a qualidade do sono, de modo que você pode acordar mais no meio da noite ou ter a sensação de que não descansou o suficiente.


Sempre informe ao seu médico sobre outras condições de saúde que você tenha e outros medicamentos que esteja tomando, incluindo medicamentos vendidos sem receita ou suplementos. Isso porque alguns medicamentos líquidos, como xaropes para tosse, podem conter álcool, e um novo medicamento pode interagir com os que já vinham sendo usados, alterando suas concentrações no sangue e também as reações do organismo ao uso de álcool.

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo